88% das empresas temem a inovação digital

Postado por 3 janeiro, 2017Experiência do Usuário
inovação

Por Veronica Mikhail

Um estudo recente conduzido na Austrália mostrou que 88% das empresas consideram as startups digitais uma ameaça, 63% deles já se sentem afetados e 57% das lideranças estão incertos sobre o futuro próximo de seus negócios. Mas investir apenas em infraestrutura de TI e habilidades digitais não vai resolver o problema.

Dedicar mais tempo a TI sem um direcionamento claro não vai transformar o seu negócio em um líder digital.
Em uma pesquisa que encomendamos (Leading Digital Business Transformation), para avaliar fatores que diferenciam os líderes digitais dos retardatários, três descobertas se destacaram.

  1. A mudança de chave para o digital é um desafio de negócios, e não um mero problema de TI, então esse é um processo que deve ser liderado pelo CEO.
  2. Customer experience, ou experiência do cliente, é fio condutor ao qual toda estratégia deve estar alinhada.
  3. Alinhamento organizacional e uma cultura centrada em inovações são requisitos que mantêm a posição de liderança.

Chave da inovação

As marcas que focam em seus consumidores e realmente ouvem o que eles pedem, vão invariavelmente fazer melhores negócios em vez de apenas caírem em armadilhas de marketing digital.

Startups e seus empreendedores são alguns dos maiores contribuintes para novos negócios e inovações na Austrália, de acordo com o Australian Government’s National Innovation and Science Agenda. Mas estudos recentes mostram que startups digitais representam um risco para negócios locais.

Estudos

Um novo estudo da Dell descobriu que 88% dos empreendimentos australianos acreditam que startups digitais vão representar uma ameaça agora ou no futuro, impulsionando as empresas mais inovadoras ou causando a quebra das demais.

Com o surgimento da crise digital, e a competição entre staurtups que surgiram no ambiente digital, quase metade (45%) das marcas globais entrevistadas disseram que temem se tornar obsoletas nos próximos 5 anos.

 

Deixe seu comentário